26 julho 2012

Um sonho francês - 10º parte


Eu sempre me sentia bem quando ele me abraçava mais dessa vez senti uma sensação estranha e foi como se o mundo todo parasse naquele momento.
Depois voltamos para o hotel eu fui para o quarto não conseguir para de pensar no Rafael e na sensação estranha daquele abraço.
E oque ele disse que preferia acreditar que a mulher que ele ama o deixou porque não o amava do que saber que ela morreu o amando.
Será que ele tinha se apaixonado por alguma garota que conhecemos em nossa viagem?  E se ele me deixasse por ela? E se ele está apaixonado por que não me contou?
Eu estava com ciúmes de uma mulher que eu nem sabia se existia, estava com medo de perde o Rafael o meu Rafa e por quê?
Será que eu o amava e não só fraternalmente?
Então parei fechei os olhos e olhei para dentro do meu coração então veio a, resposta e uma, lágrima, correu pelo meu rosto: Sim eu o amava de verdade!
E agora oque eu faria com esse sentimento?
Me, deitei acabei adormecendo e a noite passou e pela manha fui até o quarto de Rafael ele sempre acordava antes de mim bati na porta Rafael abriu:
- Bom dia! Disse Rafael.
- Bom dia! Respondi.
- Então Ce  veio admirar minha beleza matinal?
- Não embora te ache muito sexy de samba-canção. Falei rindo ele estava de camiseta e samba-canção.
- Ainda bem que morávamos no mesma republica você já tá acostumada com meu estilo. Ele falou, ele sorrindo.
- É ex-colega de quarto, saudades do tempo da republica. Eu falei.
- Bah morro, de saudades daquela época. Ele falou.
- Então Rafa qual vai ser a nossa próxima parada? Perguntei.
- Vamos ficar hoje e amanhã aqui você gosta tanto daqui.
Rafael pediu café da manhã no quarto pra gente mas não comi nada depois saí para fazer compras ele ficou no hotel marcamos de nos encontra em um restaurante na hora do almoço.
Comprei algumas roupas e lembrancinhas adoro compra esse tipo de coisa.
Era meio dia e 15 eu estava sentada em uma mesa do lado de fora do nosso restaurante favorito Guimouve Rafael chegou me deu um beijo no rosto e se sentou.
O garçom trouxe o cardápio fizemos nossos pedidos eu não estava comendo quase nada então Rafael perguntou:
- Alguma coisa de errado?
- Nada respondi. Mentindo.
- Ce...? Falou ele.
- O quê foi? Perguntei.
- Quem você acha que estava errado Odilon ou Mabelle? Perguntou ele.
Parei e pensei por alguns segundos então respondi:
- Os dois.
- Como assim os dois? Perguntou Rafael.
- Nenhum dos dois insistiu os dois desistiram no primeiro problema tiveram medo de arriscar de sofrer e acabaram sofrendo bem mais pelos seus medos.

2 comentários:

Compartilhando.com disse...

Lindo texto,seguindo aqui seu blog é muito cute<3
http://compatilhandocom.blogspot.com.br/

Mary M. Gonçalves disse...

Obrigado flor seu blog também é muito cute *O*